Culpa dos carros que "bebem" demais também pode ser do dono

Sentindo que seu carro está consumindo combustível além do que deveria? A explicação para essa mudança pode ser simples e evitável. Em geral, a responsabilidade desse consumo descontrolado está na qualidade do combustível, no veículo ou no jeito como o motorista conduz. Atitudes erradas quando se está guiando o carro podem interferir no consumo de gasolina ou álcool.

Eduardo Vaz, proprietário de oficina mecânica no bairro Butantã, em São bPaulo (SP), garante que o modo como o motorista dirige e a falta de manutenção são os principais vilões quando o carro “bebe” muito combustível, como popularmente se diz. De acordo com ele, o condutor que força demais o motor está comprometendo o desempenho do carro e contribuindo com o desperdício de álcool ou gasolina. “Esse é o famoso gastão”, diz.

O especialista em mecânica automotiva explica que o motorista deve aumentar a velocidade gradativamente. Ligar o carro e pisar fundo no acelerador deve ser evitado. Outro erro grave, segundo Vaz, é manter a velocidade alta e frear a todo momento. “Forçar demais o motor é o principal agravante. Isso sem contar que além de gastar mais combustível, o motorista desgasta o freio. Se o condutor usar adequadamente o carro, sem ‘esticar’ as marchas, o motor não será forçado e não haverá desperdício de combustível”, alerta.

O uso do aparelho de ar-condicionado também aumenta esse consumo. Porém, não é preciso se preocupar. O proprietário da oficina paulista afirma que não é para ninguém sofrer com o calor no trânsito para conter o desperdício. Quando estiver a bordo do veículo não há mal em ligar o equipamento. “O uso do ar-condicionado aumenta o consumo de combustível, mas esse acréscimo é muito pequeno. Dá para o motorista usá-lo sem problemas”, observa.

Mesmo com a garantia de que não forçar o motor ajuda a evitar o gasto desnecessário de álcool ou gasolina, Vaz defende que é preciso ficar em dia com a revisão do carro. “Fazer a manutenção periódica a cada 10 mil quilômetros rodados, para possíveis reparos, como troca de vela e bicos, é o ideal. Seguindo essas orientações o motorista conseguirá evitar o desperdício de combustível”, finaliza.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estabelece algumas recomendações para os motoristas:

- Planeje seu percurso antes de sair de casa, evitando os locais mais congestionados.
- Evite acelerar desnecessariamente, principalmente nos congestionamentos.
- Evite arrancadas e freadas bruscas. Elas aumentam o consumo, causam o desgaste prematuro do veículo e podem causar acidentes.
- Não "estique" as marchas. Trocá-las no momento certo diminui o consumo de combustível e preserva o veículo.
- Evite ficar parado com o motor ligado por mais de dois minutos. Neste caso, desligar e religar o motor ajuda a economizar combustível.
- Não acelere ao desligar o motor. Além de queimar combustível desnecessariamente, você prejudica o motor do seu carro.
- Não dirija em velocidades excessivas. Testes feitos com veículos mostram que velocidades moderadas são mais econômicas.
- Mantenha o motor do seu carro sempre regulado, evitando o desperdício de combustível e aumentando a vida do seu carro.
- Manter os pneus calibrados e a direção alinhada ajuda a economizar, além de aumentar a sua segurança.

   imprimir    indique para um amigo
seta 2006
seta 2007
seta 2008
seta 2009
seta 2010
seta 2011
seta 2012
seta 2013
seta 2014